Blog da chácara

Erva de passarinho

Atualizado: 2 de Set de 2018


A foto mostra um caule de louro (aquele mesmo cujas folhas são utilizadas no feijão) com uma trepadeira nele enrolada. Essa trepadeira é uma erva de passarinho.

A erva de passarinho é uma erva daninha que vive sobre arbustos, árvores e deles se alimenta.

Diferentemente das orquídeas, que somente se apoiam em plantas, a erva de passarinho parasita as plantas que a sustentam, sugando água e sais minerais.

As orquídeas são classificadas como epífitas, enquanto que a erva de passarinho é uma parasita "parcial", uma vez que além de se alimentar de outras plantas, produz fotossíntese.

A foto ao lado mostra um caule de louro (aquele mesmo cujas folhas são utilizadas no feijão) com uma trepadeira nele enrolada. Essa trepadeira é uma erva de passarinho. Veja que uma raiz mais grossa penetra no caule do louro para se alimentar de água e sais minerais.


Erva de passarinho parasitando uma muda de grumixama.

Veja ao lado uma jovem erva de passarinho parasitando uma muda de grumixama. Parece até um broto da própria fruteira.

Na foto abaixo, após destacar / retirar a erva de passarinho, nota-se no detalhe que a raiz já alcançava os vasos responsáveis pela condução de saim minerais.

Detalhe do ferimento após a retirada da erva de passarinho.

Erva de passarinho parasitando plátano.
Erva de passarinho parasitando plátano.


Ao lado, observa-se uma erva de passarinho em estágio avançado, parasitando plátano, no interior de São Paulo.





Como o nome já diz, os passarinhos se alimentam de suas sementes e se responsabilizam em dispersá-las.

Árvores infestadas de erva de passarinho muitas vezes apresentam um aspecto visual bonito, pois os ramos da erva são pendentes, dando a impressão de uma bonita folhagem. Além disso, suas flores exalam perfume confundiddo com a fragrância da dama da noite (Cestrum noturnum).

Na verdade existem tantas espécies (1.500) que é um problema sério no meio rural e na arborização urbana, especialmente em Curitiba.


Foto de erva de passarinho parasitando árvore de louro.
Erva de passarinho parasitando louro.

O interessante é que a erva de passarinho é utilizada como medicamento, sendo o chá indicado para dores de garganta e bronquite.

Outra pesquisa interessante, ainda não inteiramente comprovada, é que ao utilizar-se o chá de ervas de passarinho que parasitam a Datura (trombeteira), planta cujas flores tem efeito alucinógeno, o efeito de alucinação é transmitido para o paciente que queria somente tratar uma dor de garganta.

Para os que desejam se aprofundar no assunto separei duas publicações:

- o primeiro folheto, Reconhecimento Prático de Cinco Espécies de Erva-de Passarinho na Arborização de Curitiba, PR, da Embrapa Florestas, traz informações sobre o reconhecimento de espécies que ocorrem em Curitiba.

A espécie Struthanthus vulgaris é muito frequente que pode ser vista na página 22, figura 3.

- A segunda publicação é uma Tese na Engenharia Florestal da UFPR, Erva de Passarinho (Loranthaceae) na Arborização Urbana: Passeio Público de Curitiba, Um estudo de Caso.

O que me pareceu relevante no trabalho para quem quer combater a erva de passarinho é o conteúdo sobre controle, compreendido entre as páginas 91 até 99 (capítulo 6, até 6.3.1, inclusive). Deve ser realizada poda dos ramos mais novos e a retirada das raízes da erva de passarinho nos caules mais velhos.

Veja o dano num Plátano na figura 6.2 na página 95.


Grande Abraço


Luiz Cláudio

366 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo