Blog da chácara

Início da Primavera ou da Estação das Águas

Atualizado: 19 de Set de 2018


Em 22 de setembro inicia-se a primavera no hemisfério sul (e o outono no hemisfério norte). Esse período vai até 20 de dezembro de 2018 e tem as seguintes características:


  • início da estação chuvosa no Centro-Sul;

  • temperaturas mais quentes;

  • dias e noites com duração semelhantes e aumento paulatino na duração do dia;

  • pastos mais verdes;

  • animação dos produtores rurais devido à aproximação do plantio de diversas culturas anuais e florescimento de várias culturas perenes; e

  • florescimento de diversas espécies vegetais.


O gráfico abaixo mostra médias mensais históricas de chuva em algumas capitais do país, podendo-se observar em São Paulo, Belo Horizonte e Brasília, cidades representantes do Centro-Sul, pronunciada sazonalidade de precipitação com início na primavera.


Porém, observa-se que em Salvador e Recife (linhas verdes) a sazonalidade muda, pois o início das águas ocorre a partir do outono / inverno.


Porto Alegre (o RS faz parte do Centro-Sul) apresenta sazonalidade mais discreta, apresentando, em média, chuva durante todo ano.


Gráfico do histórico de chuva em cidades selecionadas.

Mas por que temperaturas e chuvas variam em função das épocas do ano?


Além das correntes de umidade continentais e marítimas, pode-se explicar variações de temperatura e de chuvas pela inclinação da Terra em sua órbita ao redor do Sol (veja a figura), com isso quando o hemisfério sul (mais exatamente o Trópico de Capricórnio) está voltado para o Sol recebe mais calor / luminosidade. Período também caracterizado pelo verão e dias mais longos.


Nesse período o hemisfério norte (Trópico de Câncer) recebe menos calor.


Por outro lado, quando o hemisfério sul recebe menos calor / luminosidade as temperaturas abaixam e o dia fica mais curto, período compreendido entre o final do outono e início do inverno .


Compare na figura a posição do Brasil em relação aos raios solares no início do verão e do inverno. Veja que na primavera os raios solares batem no equador.


Figura que mostra a órbita da terra ao redor do sol.

Diante disso, é curioso pensar que se não houvesse essa inclinação as estações do ano não existiriam!



A tabela mostra a pluviosidade histórica contra a chuva observada em agosto e setembro (17 de setembro) de 2018. Agosto ficou acima do dado histórico no Rio Grande do Sul e no Centro-Sul, porém bem abaixo da média histórica em Salvador e Recife.


A comparação do mês de setembro ainda não é conclusiva, uma vez que ainda não terminou, mas chama a atenção para Brasília, cuja quantidade de chuva foi muito pequena nos 2/3 do mês.

Recomendo a visita em 2 sites:


Grande abraço

Luiz Cláudio



64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo